Duilio garante Fiel Torcedor reformulado e explica redução na folha salarial do futebol

Muitos torcedores do Corinthians fizeram críticas ao Fiel Torcedor ao longo dos últimos dois anos, mas o presidente do clube, Duilio Monteiro Alves, garantiu que haverá uma reformulação no programa a partir de 2023, para uma melhor experiência do usuário, mas também para gerar novas receitas ao Alvinegro.

“A gente vem com muitas mudanças, o plano era muito antigo. Estudamos mudanças nos últimos dois anos, fizemos pesquisas com os fiéis torcedores e muitos torcedores também. Vão vir muitas novidades, muita coisa bacana, o torcedor vai gostar muito e tenho certeza que vai ser o plano mais completo que já existiu no futebol brasileiro. Isso também vai trazer novas receitas para o clube, ajudar nas receitas e fortalecer o time”, falou o mandatário.

O tema surgiu após o questionamento sobre orçamento para 2023, em coletiva realizada na última quarta-feira. Duilio explicou o que está previsto para o próximo ano, o pagamento de uma parcela dos naming rights da Neo Química Arena, e como isso impacta nas contas do clube.

“Tudo que a gente tem feito é baseado no orçamento, em um plano que foi feito de três anos da gestão, que estamos seguindo à risca. O que está previsto é a parcela dos naming rights, que é uma parte grande, é mais que um terço desse valor, até pelas correções que vêm sendo feitas neste ano em relação ao valor inicial. O resto temos que achar dentro de novas receitas e reduzir despesas”, iniciou sobre o tema.

“Vocês vão ver uma redução na folha do futebol, a não permanência da comissão anterior também ajuda nisso, porque era um valor alto, mas não foi por isso que não tentou renovar, mas temos alguns cortes, jogadores que terminam contrato, outros que serão negociados, vendidos, que a gente está vendo opções para que possa baixar o salário. Isso tudo já está previsto no orçamento do clube, lógico, se não tivesse esse pagamento (dos naming rights à Caixa), poderíamos ter um investimento maior no futebol, por isso que eu falo da responsabilidade, a gente conseguiu melhorar muito o cenário financeiro do clube, mas tem muito para fazer ainda”, complementou.

Balanço de 2022 aprovado 

Na última quinta-feira, o Conselho Deliberativo do Corinthians aprovou o balanço financeiro do clube em 2022. A receita alcançada foi maior que a de 2021, com R$ 766,2 milhões, superando em mais de 260 milhões em relação ao ano anterior. Como principais fontes dessa receita estão direitos de TV (R$ 314,3 mi), patrocínios (R$ 107,8 mi) e bilheteria (R$ 97,3 mi).

Diante disso, o Alvinegro apresentou um superávit recorde, mas também lida com um aumento da dívida total, que, segundo o diretor financeiro do clube, Wesley Melo, está controlada.

Acordo entre Caixa e Corinthians

Os membros do Conselho Deliberativo do Corinthians aprovaram por unanimidade o novo acordo do clube com a Caixa Econômica Federal no final de junho, no Parque São Jorge, para quitação do empréstimo adquirido do BNDES para a construção do estádio alvinegro.

Segundo apurado pela Gazeta Esportiva, o valor total da dívida com a Caixa, atualizada até janeiro de 2022, foi fixado em R$ 611 milhões, com prazo de financiamento até 2041.

Neste novo acordo, os pagamentos dos juros acontecerão a partir de 2023, indo até 2024 (no atual seria no final de 2022), enquanto a amortização principal, com parcelas trimestrais, acontecerá somente a partir de 2025.

Por fim, como já era sabido, 100% da venda dos naming rights da Arena são para pagar a Caixa, ou seja, o dinheiro nem sequer transita pelo clube.

O post Duilio garante Fiel Torcedor reformulado e explica redução na folha salarial do futebol apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.