Futebol: Fisioterapeuta exerce papel fundamental para recuperar confiança de atletas após lesão para voltar a campo

O fisioterapeuta Luís Fernando, o Pato, especializado em fisioterapia biotecnológica, esclarece que a recuperação exige cuidado e muita confiança do atleta no profissional

Depois de ficar de fora de dois jogos na primeira fase da Copa do Mundo 2022 por conta de um problema no tornozelo, o atacante Neymar entrou em campo para defender o Brasil contra a Coreia do Sul, nesta última segunda-feira (5), na partida que terminou com a vitória brasileira por 4×1. Agora, a nossa seleção vai enfrentar a Croácia na próxima fase.

 

Apesar do desempenho em campo e do atacante ter marcado um gol, ainda fica a dúvida se Neymar se recuperou totalmente da lesão para a próxima partida. O fisioterapeuta Luís Fernando, o Pato, especialista em fisioterapia biotecnológica, esclarece que antes de tudo, é preciso saber que voltar às atividades esportivas após uma lesão é um tanto delicado, exige cuidado e principalmente a confiança do atleta no profissional que o está cuidando.

fisioterapeuta Luís Fernando, o Pato, especialista em fisioterapia biotecnológica. Imagem/Divulgação: RPS

“No caso da fisioterapia no futebol, o profissional precisa saber que acelerar o processo de recuperação exige cuidados e o atleta precisa se sentir seguro com o profissional. Neymar, sofreu uma torção muito séria, que gerou grande edema, e recebeu tratamento intensivo dos fisioterapeutas, respeitando a individualidade e a fisiopatologia da lesão. Assim, os profissionais fizeram um trabalho respeitável que deverá se seguir pelos próximos dias, esclareceu o especialista.

“A partir do momento em que o atleta entende que o desconforto ainda faz parte da recuperação mas sabe que não vai prejudicar, é quando ele consegue ter confiança no trabalho e passa a dar 100% nos treinos e jogos” explicou o fisioterapeuta da Recovery Performance Sports (RPS), especializada na recuperação de atletas lesionados.